indexação

Introdução a indexação: entenda o que o Google diz!

Navegue por tópicos!

No passo a passo do SEO, não basta apenas criar um site responsivo de carregamento rápido e repleto de conteúdo otimizado. É essencial, então, que os analistas e desenvolvedores devem ter olhos atentos quanto à indexação das páginas do website. 

A indexação tem uma função muito importante no ranqueamento de qualquer site no Google. Por isso, neste artigo do Guia de SEO vamos explorar cada detalhe do index e como ele funciona na prática! 

O que é indexação? 

Em resumo, a indexação é atua como um bagnco de dados que o Google utiliza para armazenar informações sobre cada site. Essas informações normalmente são rastreadas e “digitalizadas” pelo buscador. 

E isso acontece com páginas de sites, blogs e e-commerces antes de todas páginas serem adicionadas aos resultados da pesquisa.

O que determina a indexação?

São os algoritmos do Google os responsáveis por determinar a indexação do conteúdo de um site. Funciona assim: os algoritmos do sistema levam em conta aspectos como o volume de busca pelos usuários e as verificações de qualidade.

Desse modo, é possível interferir no processo de indexação do Google por meio do passo a passo de SEO, aplicando técnicas especialmente na URL da página. 

Afinal, são as URLs das páginas de um website que permitem aos sistemas do buscador fazerem o rastreamento e a indexação, apresentando os resultados nas SERPs posteriormente. 

Como verificar se um site está indexado pelo Google?

Na própria plataforma de busca, você pode verificar se o site está ou não indexado. Este é um processo bastante fácil, de fato. Basta, então, digitar “site:url” como o endereço do site no Google. Com isso, o número de páginas indexadas do seu site será exibido.

Além disso, para garantir que seu website seja indexado corretamente, você deve, primeiramente, criar um mapa do site, que conterá as páginas do seu site e sua estrutura. Desse jeito, os rastreadores da Web acessarão facilmente os dados do seu site e a indexação geral do seu site será aprimorada.

Em seguida, crie um arquivo robots.txt, que tem a missão de orientar facilmente os rastreadores da Web na estrutura do seu site. Os rastreadores certamente saberão quais informações coletar. 

Também haverá um melhor posicionamento nas SERPs e, consequentemente, isso aumenta a autoridade do seu site e o tráfego orgânico.

Passo a passo de SEO para indexar páginas no Google

Veja algumas ações que pode providenciar para que o Google detecte seu site e possa mostrá-los nos resultados de pesquisa: 

Na criação do sitemap (ou Mapa do Site), gerencie todas as URLs do seu site. Isso significa oferecer aos algoritmos do Google todas as URLs que levam diretamente a determinadas páginas. 

Isso acelera o processo de descoberta do seu conteúdo pelos sistemas. Normalmente, o sitemap fica hospedado no seu domínio em um local acessível para o Googlebot rastrear. 

Além disso, caso seu website tenha URLs com o mesmo conteúdo basicamente, como uma página AMP, além de app para dispositivos móveis, procure indicar a relação entre esses recursos.

Lembre-se de enviar URLs novas e sempre atualizadas para o Google!

Você tem a opção de hospedar o sitemap no seu site, facilitando o rastreamento e a indexação pelos algoritmos do Google. Mas é possível, igualmente, executar  inserções de novas URLs manualmente, indicando a existência de novas páginas a serem indexadas. 

Com essas dicas do Guia de SEO, seu site terá um melhor ranqueamento na SERP. 

Acompanhe sempre nossas dicas e mais novidades no blog do Guia de SEO e leve seus conhecimentos sobre otimização ao próximo nível!